Notícias

19/03/2018 18:33:58 -
CLIMA
Produtores rurais descobrem vantagens do monitoramento via satélite

A Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal) em parceria com a Asplana e a Seagri realizou, nesta segunda-feira, 19, uma palestra sobre monitoramento ambiental via satélite, para a convivência produtiva com eventos climáticos extremos no Nordeste brasileiro.
A apresentação, que reuniu produtores rurais na sede da Faeal, no bairro de Jaraguá, em Maceió, tratou da gestão de riscos de desastres naturais, especialmente das secas e enchentes com uma previsão sobre a incidência das chuvas no território alagoano.
“Tivemos uma previsão de como o clima vai se comportar nos próximos meses no Estado de Alagoas para que o produtor possa ter um plano mais estável da atividade no campo. Devemos ter um ano normal de chuvas. Com isso, nossa expectativa é extremamente positiva”, frisou Álvaro Almeida, presidente da Faeal.
Na oportunidade, o coordenador do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (LAPIS) da Ufal, Humberto Barbosa, afirmou que a previsão de chuvas na região nordestina depende dos oceanos, informando que a quadra chuvosa para este ano deverá ser mantida na mesma proporção de 2017 em Alagoas.
De acordo com o diretor Técnico da Asplana, Antônio Rosário, as informações foram imprescindíveis uma vez que o clima é que determina o plantio. “Sem este tipo de informação, o produtor fica sujeito aos prejuízos no plantio. Quem determina o tempo certe de plantar e colher é o clima. A previsão é de mais dois anos de chuva dentro da normalidade. Os dados foram necessários porque nos dão um norte tanto na hora do plantio, como no período de colheita e mais segurança na produtividade”, afirmou.
“Com essas informações transmitidas pelo professor Humberto Barbosa, os produtores têm uma previsão das chuvas para os próximos meses, para garantir uma safra mais segura e melhor de grãos e cana, sobretudo, para as atividades da agricultura familiar”, declarou o secretário de Agricultura de Alagoas, Antônio Santiago.